Artigo

LIÇÕES PARA A VIDA E PELA VIDA

LIÇÕES PARA A VIDA E PELA VIDA

23 de outubro de 2018
Denise Campos Duarte

LIÇÕES PARA A VIDA E PELA VIDA

É impressionante como as crianças nos surpreendem dia a dia!

Quando aprendem sobre algum tema e o internalizam de fato, transferem o que aprenderam com maestria.

É na Escola desde a Educação Infantil, que as lições de Cidadania começam a ser aprendidas e aplicadas.

Brincando de velotrol no pátio da Escola por exemplo, se familiarizam com as placas de trânsito e ficam atentas para respeitá-las. Esperam a vez do outro, andam devagar para não trombar, tem atenção para não esbarrar nos colegas que atravessam na faixa de pedestres, demonstrando cuidado com o outro e a consigo mesma.

Aprendem que o semáforo deve ser respeitado porque os acidentes de trânsito muitas vezes acontecem devido a desatenção aos mesmos. Elas aprendem sim!

Aprendem inclusive que devem andar nos carros, no banco de trás, na cadeira própria para a sua segurança, e que, jamais o motorista deve usar o celular quando estiver ao volante, no trânsito.

Dirigir acima da velocidade permitida?

Fila dupla na porta da Escola?

Xingamentos no trânsito?

Jamais!

Crianças aprendem que é preciso respeitar as leis de trânsito, primando por valores tão importantes, como a Ética.

Mas...

Infelizmente, os exemplos que assistem contradizem o que aprendem.

Pais, Mães, padrinhos, avós e afins são heróis. E o que era verdade absoluta, conhecimento adquirido, se perde quando a permissividade, a pressa, o mau humor etc, destroem lições que certamente passariam de geração em geração. São momentos, que destroem ricos aprendizados.

Sigamos bons exemplos!

E quem sabe, num futuro próximo, nós brasileiros, consigamos passar por crises de combustível utilizando bicicletas, sem ter que correr para as filas nos postos, pagando mais caro. Afinal, o que os moradores de Amsterdã têm de diferente de nós? Bicicletas foram a solução e nós também as temos no Brasil. Ainda faltam ciclovias, semáforos para ciclistas, que param nos cruzamentos respeitando a vez dos motoristas dos poucos veículos que circulam pelas vias, porque sair de casa com veículos é fora de moda, é falta de consciência ecológica.

Temos muito em que pensar...

Que não seja apenas na semana do Trânsito, em 25 de setembro.

As lições estão aí, a olhos vistos.

Podemos mudar o nosso país se pensarmos nas crianças, no presente e no futuro próximo.

É possível!

Afinal:

O maior de todos os erros é não fazer nada por achar que se faz pouco.

Comece dando bons exemplos!

 

VOLTAR