Artigo

Como incluir os filhos nas atividades domésticas?

Como incluir os filhos nas atividades domésticas?

04 de dezembro de 2017

Mesmo com pouca idade, as crianças já possuem capacidade motora suficiente para desempenhar várias atividades, e incluí-las nas tarefas domésticas, para que elas compreendam que devem ter responsabilidades e assim desenvolverem a autonomia desde cedo é essencial. Esta inclusão faz com que elas participem da dinâmica familiar e, aos poucos, valorizem o quanto manter a casa organizada é importante e gratificante, mesmo que trabalhoso.

Ter a companhia dos filhos em algumas tarefas pode ser divertido, mas é preciso respeitar o tempo certo de cada um para não sobrecarregá-los demais com coisas que eles ainda podem não serem capazes de realizar devido à idade.

Confira as melhores épocas para começar a incentivar essa ajuda mais do que especial:

2 anos

Uma das melhores maneiras de introduzir a criança nas tarefas de casa é por meio daquilo que está mais perto dela no momento, ou seja, os brinquedos. Sente-se ao lado de seu filho e arrume-os por tipo, tamanho ou cor, fazendo com que a própria atividade se torne uma brincadeira. Aos poucos, ele vai entender o conceito de organização.

3 e 4 anos

Nessa faixa etária, você já pode incentivar o seu filho a arrumar a mochila da escola e levar o prato de comida até a pia. Você também pode pedir para que ele ajude a organizar alguns objetos da casa, como roupas e sapatos, levando-os ao lugar certo e colocando dentro de um armário (sempre com supervisão para evitar acidentes).

De 5 a 7 anos

Aqui a criança já começa a entender melhor as noções de responsabilidade e cuidado. Você pode orientá-la a esvaziar o lixo do banheiro, por exemplo, sem que ela espalhe tudo no chão ou queira pegar algo de dentro do cesto.  Pode ainda tentar arrumar a cama e dobrar algumas roupas. Outra tarefa que você pode delegar – e que ela vai adorar – é a de regar as plantas.

Acima de 8 anos

Nesta idade, seu filho já tem mais habilidades motoras e é capaz de desempenhar algumas funções maiores sem cometer acidentes (como derrubar e quebrar objetos). Ele consegue ajudar a arrumar a mesa para as refeições, a carregar as compras do supermercado e a limpar o quarto. Da mesma forma com que acontece com a planta, a criança pode ajudar a cuidar de um animal de estimação, colocando água e ração nas vasilhinhas. Com mais alguns anos, pode até ajudar a cuidar de um irmão mais novo.

De qualquer forma, ensinar as crianças a ver que as tarefas podem - e devem - ser compartilhadas entre os familiares é algo sempre benéfico. Isso desenvolverá a sua autonomia e seu senso de organização, que será útil para toda a vida, tanto pessoal quanto profissional.

VOLTAR