Artigo

A importância dos avós na família

A importância dos avós na família

19 de fevereiro de 2011

A importância dos avós na família

Comemora-se no dia 26 de Julho o Dia dos Avós. A data é, contudo, vivida intensamente no dia a dia de cada família, mas o reconhecimento nem sempre é merecido. Por ser um membro importante para o lar, os avós, considerados os mais experientes, compartilham suas vivências com generosidade e paciência. Aos filhos e netos cabe a tarefa de escutar e aprender com aqueles que já passaram por muitas coisas na vida. O conceito de avós, até um tempo atrás, era de mimar os netos e permitir à prole pequenas extravagâncias. Contudo, no século das transformações, eles passaram a ser não somente suporte afetivo, mas também financeiro e atualmente têm papel importante e comprometedor na vida e educação dos netos.

Considerados pais duas vezes, os avós são um porto de abrigo e para as crianças que convivem diariamente eles são referencia de estabilidade, afeto, atenção e segurança. Numa época em que os pais precisam trabalhar fora, os avós passaram a ser a base educacional dos netos. São eles que dão o café, banho, levam para a escola e ajudam no dever de casa. Auxiliam no comportamento dos netos e influenciam na ética e caráter deles.

Podem ser velhinhos, cabelos brancos ou pintados, mais novos, modernos, tradicionais ou rabugentos. O importante é que eles são figuras fundamentais na formação familiar. É através deles que os nossos valores e o nosso estilo de vida se formam. Agradecer todos os dias pela existência deles é

uma obrigação, afinal de contas eles estão aqui há muito tempo e querendo ou não já viveram situações semelhantes as nossas.

A origem Comemora-se o Dia dos Avós em 26 de Julho, dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

Conta a história que no século I antes de Cristo, Ana e seu marido Joaquim viviam em Nazaré e não tinham filhos,mas sempre rezavam pedindo que o Senhor lhes enviasse uma criança. Apesar da idade avançada do casal, um anjo do Senhor apareceu e comunicou que Ana estava grávida e eles tiveram a graça de ter uma menina abençoada a quem batizaram de Maria. Ana morreu quando a menina tinha apenas três anos. Devido à sua história, Ana é considerada a padroeira das mulheres grávidas e dos que desejam ter filhos.

Maria cresceu e foi escolhida por Deus para ser mãe de seu filho Jesus. São Joaquim e Santa Ana são os padroeiros dos avós.

VOLTAR